quinta-feira, 18 de junho de 2009

180609 - NOTÍCIAS DE BRASÍLIA


CLIQUE NA MANCHETE E OUÇA A NOTÍCIA

07:34 - PEC DOS VEREADORES RETORNA À CÂMARA
Nesta quarta-feira, os senadores aprovaram em dois turnos no plenário a Proposta de Emenda Constitucional dos vereadores. O texto abre brecha para a recriação de mais de sete mil vagas nas câmaras municipais, que haviam sido extintas pelo Tribunal Superior Eleitoral. A matéria agora retorna à Câmara para avaliação dos deputados.
18/06/2009 - CBN (RJ/SP) - JORNAL DA CBN - HERÓDOTO BARBEIRO

07:34 - TEXTO PERMITE CRIAÇÃO DE 7 MIL VAGAS DE VEREADORES
Nesta quarta-feira, os senadores aprovaram a Proposta de Emenda Constitucional dos vereadores. O texto abre caminho para a criação de sete mil vagas nas câmaras municipais de todo o país. A matéria agora segue para análise da Câmara dos Deputados, onde terá de ser votada em dois turnos.
18/06/2009 - Jovem Pan (SP) - JORNAL DA MANHÃ - JOSEVAL PEIXOTO

07:33 - PRESIDENTE RECHAÇA ONDA DE ‘DENUNCISMO’
(JOSÉ SARNEY) Em viagem ao Cazaquistão, o presidente Lula defendeu o senador José Sarney e condenou o que chamou de ‘onda de denuncismo’ da imprensa. Para ele, é preciso separar o joio do trigo e investigar possíveis irregularidades na Casa.
18/06/2009 - Jovem Pan (SP) - JORNAL DA MANHÃ - JOSEVAL PEIXOTO

07:13 - APRESENTADOR LAMENTA APROVAÇÃO DE PEC
(JOSÉ SARNEY / MOZARILDO CAVALCANTI / TIÃO VIANA) Senado aprova PEC dos vereadores. Tião Viana lamenta aumento de repasses: “há uma verdadeira nomeação de vereadores”. Mas Mozarildo Cavalcante frisa: “são os políticos mais importantes”. Haisem Abaki ironiza: “esse é o Senado que Sarney diz que precisa ser mais amado...”.
18/06/2009 - Bandeirantes (SP) - PRIMEIRA HORA - HAISEM ABAKI

07:07 - SARNEY EVITA COMENTAR CONTRATAÇÃO DE PARENTES
(JOSÉ SARNEY) Comunicador Caio Camargo destaca: “presidente do Senado até reconhece a existência de abusos e regalias na Casa. Mas José Sarney evita falar sobre denúncias envolvendo os próprios parentes”.
18/06/2009 - Eldorado (SP) - JORNAL ELDORADO - CAIO CAMARGO

07:01 - JEREISSATI DEFENDE DEMISSÃO DE TODA A DIRETORIA
(JOSÉ SARNEY / TASSO JEREISSATI) Tasso Jereissati sugeriu medidas contra a crise no Senado, como a demissão de toda a diretoria da Casa. “Que o novo diretor, após referendado (pelo plenário), tivesse carta branca pra fazer modificações, em consonância com a Mesa”, afirmou. José Sarney garantiu que a Mesa Diretora vai avaliar o caso.
18/06/2009 - Itatiaia (BH) - JORNAL DA ITATIAIA

Um comentário:

A.Morais disse...

Toinho.

O discurso do presidente Lula em relação ao Congresso mudou à medida que o petista trocou a oposição pelo governo. Em 1993 ele declarou que, "de todos os deputados no Congresso, pelo menos 300 são picaretas". Repetiu a crítica em 1994 "Aquilo que eu falei de 300 é um pouco mais" e 1998 "Uma vez falei que havia uns 300 picaretas no Congresso, mas a coisa só piorou". Em 2002, com a vitória à vista, a retórica mudou. Aceitou o apoio do senador José Sarney, a quem havia chamado de "grileiro", em 1986 "Sarney não vai fazer reforma agrária coisa nenhuma, porque ele é grileiro no Estado do Maranhão", e de "ladrão", em 1987 "Adhemar de Barros e Maluf poderiam ser ladrões, mas eles são trombadinhas perto do grande ladrão que é o governante da Nova República". Na sua campanha à reeleição, Lula fez uma autocrítica: "Eu me dei conta de quantas vezes nós cometemos injustiças contra pessoas... Uma coisa eu tenho tranquilidade, Sarney: nunca lhe ofendi".